[8 de Março] Os caminhos de mulheres e homens na ciência brasileira

Por Carolina de Assis e Datadot* | Gênero e Número

Nas principais etapas da carreira científica no Brasil, as mulheres partem como maioria, mas são uma notável minoria nos postos de maior prestígio; acompanhe as trilhas e os dados que apontam as assimetrias de gênero e raça na ciência no país


*Carolina de Assis é editora da Gênero e Número e Datadot é um estúdio de design focado em infografia e narrativas visuais.

Seja o primeiro a comentar

Comente!