Alunos da Ufam integram plataforma solidária a pessoas em situação de risco na pandemia de covid-19

Por: Sebastião de Oliveira | ASCOM UFAM

A plataforma chamada de “Jiquitaia Solidária” tem como objetivo facilitar doações e voluntariado, visando mobilizar pessoas interessadas em colaborar com instituições filantrópicas que precisam de ajuda em momento de combate à pandemia da covid-19. Para ajudar, o interessado deve acessar o vídeo disponível e, por meio dele, será contabilizado as curtidas e o alcance do projeto.

Para a aluna do curso de Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas que integra a coordenação da plataforma, Nathália Fernandes, acompanhando diariamente notícias relacionadas à pandemia, se questiona: será que podemos fazer alguma coisa para ajudar? Como ficam as pessoas em grupos de risco? E as pessoas sem condições de comprar materiais de higiene?

Nesse contexto, surgiu uma onda de solidariedade entre as pessoas para levar alimentos e produtos de limpeza aos mais necessitados. No entanto, o grande problema é que a maioria da população não tem acesso a essas iniciativas, analisa Nathalia Fernandes, que acredita que, ao acessar a plataforma, além de popularizar as iniciativas de doação, também aumenta a possibilidade de alcance às pessoas necessitadas.

Desta forma, assegurou a discente, “iremos trabalhar em quatro pontos norteadores: doação de alimento, doação de material de limpeza, doação de tempo e doação de dinheiro”, e disse ainda que, na plataforma, constam orientações específicas para cada tipo de doação, apresentando de forma organizada os projetos sociais, os pontos de coleta das doações e o formulário para aquele que deseja se cadastrar como voluntário.

“A ideia da criação da plataforma surgiu por conta da iniciativa do Ministério Público do Estado do Amazonas, por meio de Núcleo de Inovação, que criou o evento Pandemic Hackfest Saúde Pública 2020. A plataforma do site está em desenvolvimento desde o dia 13 de abril, e estará disponível a partir do dia 20 deste mês”, afirmou a discente.

Sua equipe é formada por alunos de graduação dos cursos de Medicina, Biotecnologia e Engenharia de Software da Ufam, Medicina e Engenharia de Produção e Automação da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), de Biomedicina da FAMETRO e UNIP, além dos alunos de ensino médio técnico da Fundação Matias Machline e Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

A participante disse ainda que a expectativa é conseguir, por meio da plataforma, a ampliação para o alcance das iniciativas sociais e estimular o sentimento de solidariedade na população. “Esperamos estimular o isolamento social e ajudar a população que precisa de alimento e produtos de higiene para se manter, evitando a exposição ao vírus”, disse a aluna da Ufam.

“A solidariedade promovida por projetos sociais e pesquisas provenientes da Universidade nos inspirou a colaborar também para tentar amenizar as consequências tão graves da covid-19 em nossa sociedade. A equipe acredita que se cada formiguinha doar um pouco, iremos conseguir entregar o básico aos grupos de risco e pessoas necessitadas para sobreviverem. Com isso, iremos preservar o nosso grande formigueiro de Jiquitaias Solidárias”, finalizou a discente.

Nota do Editor: Matéria originalmente publicada no site da UFAM

Seja o primeiro a comentar

Comente!