Editora estreia com nova tradução do clássico “Fascismo e ditadura” de Nicos Poulantzas

A Enunciado Publicações prepara o lançamento de um dos principais livros de Nicos Poulantzas lançado originalmente em 1970 pela tradicional editora francesa François Maspero. Previsto para novembro, o livro Fascismo e Ditadura terá uma edição brasileira depois de 42 anos da sua primeira publicação no país.

Nicos Poulantzas é um dos mais importantes intelectuais marxistas que exerceram forte influência no pensamento político latino-americano nos anos 70 e 80. O pensador grego, radicado na França, assim como o marxismo de um modo geral, esteve em baixa a partir dos anos 90, quando se propagava o ideário do fim da História, após a queda do muro de Berlin e o fim da União Soviética.

Capa da edição brasileira (Enunciado Publicações, 2020)

Diante da realidade, em que se conjugam, dentre outras coisas, altíssimos níveis de exploração e desigualdade gerados pelo atual estágio do sistema capitalista, e as insuficiências analíticas das teorias que se propunham a superar o marxismo, vários pensadores marxistas, incluso Poulantzas, vêm ganhando espaço nas reflexões políticas sobre a conjuntura e a sociedade, que buscam interpretar essa realidade que vivemos.

O livro de estreia da Enunciado Publicações não poderia estar mais conectado com a necessidade de análise e interpretação da nossa realidade. Forças políticas, sociais e econômicas de caráter autoritário têm logrado êxito eleitoral em diversos países, valendo-se de aparatos tecnológicos que facilitam a manifestação de ideias e comportamentos que têm sido caracterizados por muitos analistas como práticas fascistas.

O Cientista Político e Professor da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS) Danilo Enrico Martuscelli, estudioso de Poulantzas no Brasil e autor do prefácio do livro, considera que a importância desta publicação a partir de três aspectos, sendo o primeiro deles formal, considerando o fato da obra estar esgotada há muito tempo no mercado editorial brasileiro. O segundo aspecto é conjuntural e o terceiro de ordem teórica.

Forças fascistas avançam no Brasil e no mundo

O Professor Martuscelli considera que vivemos num contexto do desenvolvimento capitalista marcado pelo avanço das direitas e pela emergência de forças conservadoras e reacionárias que pretendem colocar fim ou limitações em regimes democráticos estabelecidos, promovendo mudanças profundas na atual conjuntura.

“Bolsonaro e o bolsonarismo representa o movimento fascista no Brasil”

Para o pesquisador, temos no Brasil contemporâneo, forças que expressam um movimento fascista ligadas ao bolsonarismo. A figura do Bolsonaro hoje representa um movimento fascista, ainda que não tenhamos um regime fascista.

Uma abordagem original

O cientista político explica que Poulantzas tem uma contribuição original para a compreensão do fascismo, para pensar não só o fascismo estabelecido a partir dos casos alemão e italiano, mas também como uma forma de regime de exceção do Estado capitalista que, diferente das outras formas desse tipo de regime (ditaduras militares e bonapartismo), é dirigido por um partido de massas especialmente situado e impulsionado por setores da pequena burguesia (classe média).

Para Poulantzas o fascismo não é um fato datado, mas uma possibilidade histórica, um regime político de exceção que pode ocorrer no capitalismo em momentos de crise de hegemonia

Enquanto outros teóricos analisam o fascismo a partir de uma série de atributos, ou como fato datado, Poulantzas analisa o fascismo na teoria política situando esses dois elementos: o processo de fascistização e a constituição de um regime político fascista, caracterizando-o como uma possibilidade histórica no capitalismo, podendo existir em outras conjunturas que não aquelas existentes na Alemanha e Itália na primeira metade do século XX. 

Escolhas editoriais engajadas

Rafael Pereira, editor da Enunciado, informou que a escolha deste título para o lançamento da editora levou em consideração principalmente a importância do autor e a necessidade de republicá-lo em Português, devido a sua contribuição para o desenvolvimento do pensamento político e social brasileiro, sobretudo na temática do Estado.

“Observamos que a retomada de obra de Poulantzas no Brasil ainda é tímida, se considerarmos outros autores marxistas que estão sendo retomados. Daí, a decisão de traduzir Fascismo e Ditadura foi motivada pela conjuntura e também porque a sua única edição brasileira até agora foi lançada a mais de 40 anos atrás.”

O Editor ressaltou ainda que a Enunciado pretende inserir-se no mercado editorial brasileiro de forma a contribuir com a publicação de obras esgotadas e não traduzidas de todas as matizes de pensamento e áreas do conhecimento, procurando contribuir de forma plural com o debate sobre os problemas sociais, econômicos, políticos, além de fazer esforços para dar voz a novos intelectuais brasileiros.

O livro Fascismo e Ditadura de Nicos Poulantzas será lançado para pré-venda em agosto próximo. Para maiores informações acesse o site da editora clicando aqui

Serviço

O que? Lançamento da nova edição brasileira da obra Fascismo e Ditadura, de Nicos Poulantzas;

Quando: novembro de 2020

Onde: redes sociais e loja da editora na internet

Ficha Técnica

  • Autor: Nicos Poulantzas
  • Tradução: Profa. Msc. Bethânia Negreiros Barroso
  • Revisão Técnica: Prof. Dr. Danilo Enrico Martuscelli
  • Ilustração da capa: Voz do mundo, 2020, original acrílica s/ papel 30×42 cm de Judith Cavalcanti
  • Edição Brasileira: Enunciado Publicações
  • Edição original: Fascisme et dictature: la troisième internationale face au fascisme, 1970. (Direitos à Éditions François Maspero – La Découverte, Paris, 1972)

Contato da Enunciado Publicações

Site: https://enunciado.com.br

Instagram: instagram.com/enunciado.publicacoes

e-mail: contato(arroba)enunciado.com.br

Biografia Resumida do autor

Nicos Poulantzas nasceu em Atenas em setembro de 1936. Estudou Direito e Ciências Sociais em Atenas, Heidelberg e Paris, onde se estabeleceu em 1961. Até sua morte precoce em outubro de 1979, ele era professor de sociologia na Universidade de Paris VIII.

Diretor de Estudos da École Pratique des Hautes Etudes. Ele se tornou mundialmente famoso por sua contribuição teórica à análise do Estado capitalista, o Estado de exceção (ditaduras fascistas e militares), classes sociais, relações de poder e estratégia socialista.

Segundo o conhecido sociólogo e cientista político Bob Jesop, Poulantzas foi o mais importante teórico marxista do estado pós-guerra.

Além de seu trabalho, que se espalhou em muitos países e especialmente na América Latina, Poulantzas participou ativamente dos movimentos de esquerda da França e da Grécia, sendo por sua atitude um exemplo brilhante de um intelectual orgânico de esquerda.

Outros livros do autor

Poder político e classes sociais (1968); As classes sociais no capitalismo contemporâneo (1974);  A crise das ditaduras: Portugal, Grécia, Espanha (1975); O Estado, Poder, Socialismo (1978).

Com informações do Instituto Poulantzas

Seja o primeiro a comentar

Comente!