IFSC-Floripa é campeão infanto masculino da Liga Metropolitana de Vôlei 2019

Equipes Infanto-juvenil Masc-Série ouro-Liga Metropolitana de Vôlei 2019. Da direita pra esquerda: Herondina, IFSC-Floripa, ADIEE (Divulgação)

A equipe masculina de vôlei do IFSC – Florianópolis venceu hoje, 01/09, o campeonato metropolitano de voleibol na categoria infanto. A Associação Desportiva do Instituto Estadual de Educação (ADIEE) foi vice-campeã e o bronze ficou com o Herondina Vôlei.

O ginásio do Instituto Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, recebeu a final série ouro do campeonato metropolitano de vôlei na categoria infantil-juvenil masculino, para atletas nascidos a partir de 2001. Foram três jogos no período da manhã, num sistema de pontos, em que todas as equipes jogam entre si e a que obtiver maior pontuação, considerando vitórias, sets e pontos nas partidas, consagra-se vencedora.

As finais foram precedidas de duas etapas classificatórias, nas quais, as melhores colocadas disputaram a série ouro e as demais equipes a série prata. Além do time do IFSC-Floripa, que se classificou em primeiro para a série ouro, tendo vencido as duas classificatórias, estiveram na disputa o Herondina e a ADIEE. A equipe de Pallhoça, que disputou a liga e também havia se classificado para a final ouro, não pode comparecer.

Mesa com exposição de troféus e medalhas da fase final da categoria infanto-juvenil da Liga Metropolitana de Vôlei 2019

O primeiro confronto se deu entre o time da ADIEE e do IFSC-Floripa. A equipe do Instituto Estadual de Educação surpreendeu vencendo a partida por 2 sets a 1, com parciais de 25-23; 19-25 e 15-11, ficando a uma vitória do título.

A segunda partida foi Herondina contra ADIEE, e apesar da vitória tranquila do primeiro set pelo Herondina, por 25 a 15, a ADIEE se recuperou vencendo o segundo set por 25 a 23, levando a decisão para um tie-breake eletrizante disputado ponto a ponto e que valia o título para a ADIEE. O set decisivo terminou em 17 a 15 dando a vitória e a possibilidade do título para o Herondina, caso vencesse a última partida do dia.

A terceira e última partida do dia teve início com o torneio indefinido. Se o Herondina vencesse por qualquer resultado levantava a taça. O IFSC precisava vencer por 2 sets a 0 para ser campeão no primeiro critério de desempate. Se o resultado fosse 2×1 para o IFSC, a classificação seria definida por pontos average, segundo critério de desempate.

Dessa vez o resultado não surpreendeu e o time do IFSC-Floripa venceu por 2 sets a 0, empatando o torneio cuja classificação final tinha as três equipes com uma vitória cada, obrigando a organização a recorrer aos critérios de desempate. Tendo sofrido apenas dois sets de sua derrota para a ADIEE, o IFSC-Floripa foi o grande campeão. Herondina e ADIEE perderam o mesmo número de sets, três cada, porém a ADIEE venceu 3 e o Herondina 2, o que deu o vice-campeonato para a ADIEE e a terceira colocação para o Herondina.

IFSC-Floripa Campeão Infanto-Juvenil Masculino 2019

Equipe Infanto-Juvenil masculino IFSC – 01/09/2019 (Divulgação)

O Treinador da equipe do Instituto Federal de Santa Catarina, Leandro Romansini, descreveu uma sensação de vencer o campeonato em casa, mesmo após ter sofrido um revés na primeira partida, o que deixou chegou a ameaçar a conquista de hoje:

A sensação é a melhor possível, pois vimos trabalhando desde o início do ano dentro da instituição, quando respiramos voleibol desde o final das férias… Nada mais justo que vencermos em casa após ter vencido as duas primeiras etapas… É a consagração de todo um trabalho desde o início do ano…

Leandro Romansini, Técnico do IFSC-Floripa

Leandro reconheceu o esforço dos atletas em superar o resultado ruim da primeira partida e aproveitar a oportunidade na segunda partida para conquistar o título.

Os trabalhos do Vôlei no IFSC-Floripa continuam até o final do ano, porém o masculino será mais voltado para a a equipe infantil (nascidos a partir de 2003), cujo foco está nos Jogos Escolares de Florianópolis. A equipe feminina infanto também continua trabalhando forte para disputar a etapa nacional dos jogos da rede de Institutos Federais que ocorre em outubro no Espírito Santo. Na Liga Metropolitana, ainda há disputas no feminino infantil e infanto e a final infantil masculino.

Felipe Valmorbida, capitão do IFSC-Floripa, levantando o troféu de campeão

O levantador e capitão campeão do IFSC-Floripa, Felipe Valmorbida, destacou a trajetória da equipe, que está junta há dois anos e vem treinando forte, o que deu muita confiança pra disputa dessa final. Em seu último ano como infanto-juvenil, Felipe pretende continuar jogando em nível competitivo e batalhar para conquistar seu espaço em uma equipe adulta. Ele também continua contribuindo com o time nos treinamentos da equipe infantil masculino.

O IFSC-Floripa também teve o seu ponteiro, João Kummer, eleito o atleta destaque.

Ponto do jogo e do campeonato para o IFSC-Floripa (01/09/2019)

ADIEE, Vice-Campeão intanfo-juvenil masculino da Liga Metropolitana de Vôlei 2019

Equipe Infanto-Juvenil masculino ADIEE – 01/09/2019 (Divulgação)

João Espíndola, oposto do ADIEE é também o capitão do time vice-campeão, destacou a sensação de realização por ter chegado no vice-campeonato com uma vitória importante e um jogo disputado na série ouro, mostrando que nosso time é capaz e pode buscar um desempenho melhor.

Esse é meu último ano no infanto, mas vou tentar continuar jogando em na categoria adulta… Pra mim o vôlei é mais que um estilo de vida, é algo especial.

João Espíndola, Capitão do ADIEE infanto
João Espíndola, recebendo o troféu de vice-campeão das mãos do técnico da da ADIEE Maicon Cunha (ao centro) junto com Leando Romansini, que coordenou a cerimônia de premiação

Horondina, terceiro colocado no campeonato metropolitano de vôlei infanto-juvenil de Florianópolis

Equipe Infanto-Juvenil masculino Herondina – 01/09/2019 (Divulgação)

Rafael Maciel, técnico do Herondina, reforçou o objetivo da Liga Metropolitana de Volei de Florianópolis que é melhorar criar oportunidades para as equipes jogarem e competir, elevando o nível do esporte. Segundo o técnico, esses objetivos da liga vem sendo cumpridos. Em relação à sua equipe declarou:

O trabalho do Herondina vem sendo feito… com muito treino. No norte da ilha atendemos cerca 300 atletas no projeto, jovens e adolescentes… E os resultados vem aparecendo, aos poucos vamos nós vamos galgando e conquistando… Abrindo nosso espaço.

Rafael Maciel, treinador do Herondina
Leonardo Beatto, capitão do Herondina (ao centro), recebe o troféu de terceiro colocado das mãos do Treinador Rafael Maciel (à direita)

Seja o primeiro a comentar

Comente!